Brasília – A implantação definitiva de um sistema de audiodescrição nas televisões e cinemas do país é um dos temas do Seminário Brasileiro em Comemoração ao Bicentenário de Nascimento de Louis Braille, criador do

alfabeto para cegos, que está sendo realizado em Brasília. O sistema permite ao portador de cegueira ou forte deficiência visual ter acesso a cenas de filmes ou telenovelas em que não há diálogo.

O primeiro vice-presidente da Organização Nacional dos Cegos do Brasil (Oncb), Moisés Bauer Luiz, disse que a implantação do sistema está previsto por ato governamental há três anos, mas não seguiu adiante por pressão das emissoras de televisão no Ministério das Comunicações, que teria cancelado a portaria que estabelecia o prazo até 2008 para que os veículos de comunicação se adequassem às normas.

“A adaptação das emissoras requer investimentos em novas tecnologias e recursos humanos. As emissoras abriram uma guerra contra nós, conseguiram suspender a portaria de vigência da obrigatoriedade, e o ministério abriu uma consulta pública para analisar a necessidade [da audiodescrição]”, disse Bauer.

O Ministério das Comunicações informou, por meio da assessoria de imprensa, que reabriu a consulta pública sobre a audiodescrição para que os deficientes visuais pudessem participar com sugestões.

Ainda segundo a assessoria, a consulta já havia vigorado, mas como o texto sobre o projeto estava no formato PDF, o leitor de tela que faz a conversão de texto para áudio, não conseguia fazer a leitura. Agora o texto está disponível em formato word no site do ministério e a consulta vai até o dia 28 de outubro.

O encontro promovido pela Oncb reúne 300 pessoas e 70 instituições na Câmara dos Deputados. Entidades internacionais também participam do seminário, uma recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) para comemorar os 200 anos do sistema de leitura criado pelo francês Louis Braille, que era cego desde os 8 anos de idade.

Marcos Chagas

Repórter da Agência Brasil

Comentários (0)

Classificado 0 em 5 com base em 0 votos
Ainda não há comentários publicados aqui

Deixe seus comentários

Publicar comentário como convidado.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhe sua localização
Digite o texto apresentado na imagem abaixo