O editor selecionado codemirror não está ativado. Voltar padrão para codemirror.

Associação tenta mudar o olhar da sociedade para com o deficiente físico

Associação tenta mudar o olhar da sociedade para com o deficiente físicoCom estrutura renovada, a Associação dos Deficientes Físicos de Umuarama (Adefiu) está oferecendo atendimento em fisioterapia e reabilitação de amputados de Umuarama e dos municípios integrantes da Associação dos Municípios da Região de Entre Rios (Amerios). Com atendimento custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e pelo Consorcio Intermunicipal de Saúde (Cisa) todos os serviços são gratuitos.

Segundo o coordenador da Adefiu, Amós Westphal, é muito importante fortaler o atendimento aos deficientes físicos, principalmente com a criação de centros de fisioterapia e reabilitação. “Com a estrutura da Adefiu estamos oferecendo fisioterapia e reabilitação, além do apoio de um médico ortopedista e um fisioterapeuta. Com isso estamos proporcionando melhor qualidade de vida para essas pessoas”, informou.
Westphal conta que muitas pessoas associadas da Adefiu não nasceram com a deficiência e por isso precisam de apoio para voltar a viver. “A maioria dos nossos associados são lesionados devido ao um acidente de trânsito, acidente de trabalho, tiro de arma de fogo entre outros. Por não nascerem com a deficiência, muitos estão atrofiando em uma cama, depressivos. A Adefiu é um dos meios para essas pessoas voltarem a ter vida”, ressaltou. 
Ainda segundo o coordenador, quando uma pessoa nasce ou se torna um deficiente físico o seu desenvolvimento e adaptação ao cotidiano depende fundamentalmente das oportunidades que lhe são oferecidas. Para tanto é necessário que hajam espaços especialmente criados para o desenvolvimento das potencialidades dessas pessoas, superando as barreiras físicas e psicológicas impostas pela deficiência.
Fundada em 25 de novembro de 1996, a Adefiu representa os deficientes físicos de Umuarama e Região. O grande desafio da associação é mostrar à sociedade um novo ângulo para se olhar o deficiente. “Temos que mostrar para todos entender que a igualdade é totalmente possível, desde que se respeite à individualidade pertinente a todo o ser humano”, ressaltou Westphal.

 

Outros trabalhos
Além da assistência na área de saúde, a associação oferece aulas de dança, artesanato grupo de teatro. No esporte os associados contam com um time de handebol sobre rodas e basquete sobra rodas, time que conta com dois atletas convocados para a seleção brasileira. “Na nova sede também temos um espaço para atendimentos jurídicos, assistência e integração dos associados. Hoje temos 153 associados, mas 50 têm presença ativa dentro da associação” noticiou.

MODELO DE CURRÍCULO
Uma lei sob ameaça
 

Comentários

Já Registrado? Login Aqui
Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário

By accepting you will be accessing a service provided by a third-party external to http://deficiente.com/